Devoção

Um exemplo de fé, força e superação

Mãe de três filhos com deficiência, ela é grata ao Pai Eterno por todas as bênçãos que já recebeu.

O Programa Pai Eterno desta sexta-feira, 25, mostrou uma história de superação e muita fé. A dona de casa Ludmila Flávia Marques da Silva tem três filhos com deficiência e encontrou na oração a força para superar todas as dificuldades durante a criação das crianças. Grata ao Pai Eterno, ela segue firme vivendo dia pós dia com confiança, determinação e esperança. (Assista ao vídeo abaixo)

“Se eu não tivesse muita fé, acho que eu não estava nem aqui. Com três filhos especiais, tenho que andar o dia todo com eles. É muito cansativo, mas quando penso que tenho a força do Divino Pai Eterno, esqueço o cansaço”, afirmou a dona de casa.

A primeira filha é a Yasmim Rebeca, de 18 anos. Ela tem paralisia cerebral, microcefalia e epilepsia. “Ela passou por tudo, foi desenganada, o médico falou que ela não andaria, e não falaria. Ela fez quatro cirurgias e, hoje, está em uma faculdade fazendo engenharia ambiental. Superou tudo que os médicos falavam que ela não conseguiria. Quando saiu a lista da Universidade Federal de Goiás (UFG) eu não acreditei. Foi muita fé em Deus, foi um milagre, porque com tantos problemas, passar para engenharia…”, ressaltou Ludmila.

Sobre a rotina, ela contou que acompanha a filha durante toda a manhã de aulas: “Levantamos 4h40, e 5h30 estamos dentro do ônibus. Vou com ela para a faculdade, acompanho, porque ela tem convulsões, então eu fico lá com ela. A aula acaba 12h, e nós chegamos em casa por volta de 14h30. Mas tudo isso está sendo muito bom, tanto para ela, quanto para mim, pois tem 20 anos que parei de estudar e por ela eu vou voltar. Fiz a minha inscrição o Enem deste ano e quero estudar junto com ela na faculdade. Meu grande sonho é vê-la formando, com diploma”, disse.

Veja também: 

O segundo filho é Alex Eduardo. Aos 16 anos de idade, ela já passou por muitos problemas também. “Em 2013 ele foi para vários hospitais, fomos parar até em delegacia por conta de surto dele. Só que graças a Deus ele se recuperou. Os médicos falavam que ele não passaria de dezembro de 2013, e ele tá aí em 2018”, lembrou a mãe.

O filho caçula é o Adrian, 12 anos. “Ele é uma bênção. É hiperativo, tem retardo e tem algumas características de autismo. Dos três ele é o mais animado. Quando começa a Festa de Trindade, ele já fala que quer ir, por ele iria e voltaria todos os dias a pé”, contou rindo.

Em 2015, Ludmila fez a peregrinação a pé junto com Adrian, mas a promessa tinha sido feita em nome da saúde de Alex.  “Ele surtou e ficou sete meses em uma clínica psiquiátrica. Eu fiz uma promessa de que se ele não morresse, eu iria a pé. Até os médicos admiram e se perguntam como que uma pessoa com epilepsia da mais grave não tem convulsão e não toma medicação”, afirmou.

Para ela, ir aos pés do Divino Pai Eterno é muito gratificante. “Mesmo que eu esteja cansada, pelo menos um dia eu gosto de ir, e mais no final que tem a Festa, na Missa dos Carreiros, que acho muito bonita. Tem 18 anos que vou a Trindade. Não deixo de ir nenhum ano”, contou.

Sobre as dificuldades que já passou e passa na vida, Ludmila afirmou que só carrega lição, além da certeza de que a fé e a devoção no Pai Eterno são sua sustentação. “A pessoa tem que superar todas as dificuldades e ir para luta. Guardar a dificuldade na gaveta e seguir em frente”, concluiu.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

Faça parte desta família

Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno